http://www.mataoclinicas.com.br/wp-content/uploads/2013/11/

Cotações  dos melhores planos de saude para você , sem custo e sem compromisso!

 Vendas : 11.4111-5530 

11.95873-0324

  diariamente das 8 a 20 hs 

Solicite seu plano de saude pelo Email mistersaude@hotmail.com

TEMOS PLANOS DE SAUDE PARA ADVOGADOS,DENTISTAS,COMERCIANTES,FUNCIONARIOS PUBLICOS,ESTUDANTES,PROFESSORES,ENGENHEIROS,MEDICOS,ARQUITETOS,MILITARES,CONTADORES

Rating: 2.5/5 (670 votos)



Medisanitas Brasil - SP e Interior de SP
Planos de Saude para Zona Leste de SP
Planos de Saude para Zona Norte de SP
Planos de Saude para Cotia
Planos de Saude para Bragança Paulista
Planos de Saude para Taboão da Serra
Planos de Saude para Professores
Planos de Saude para São Bernardo Campo
Planos de Saude para Idosos
Planos de Saude para Santo Amaro SP
Planos de Saude para São Caetano do Sul
Planos de Saude para Santo André
Planos de Saude para Contadores
Planos de Saude para Engenheiros
Planos de Saude para Advogados
Planos de Saude para Mogi das Cruzes
Planos de Saude para Estudantes
Planos de Saude para Empresas
Planos de Saude para Barueri SP
Planos de Saude para São Paulo
Planos de Saude para ABC
Planos de Saude para Osasco
Planos de Saude para Guarulhos
Planos de Saude para 3ª IDADE

PLANOs ESTUDANTIL

Tabela Licx para Estudantes 
Tabela SulAmerica Para Estudantes UNE
Tabela Amil Saude Estudantes 
Plano Medisanitas Saude Com Carência Zero !

PLANOS PARA ADVOGADOS

Plano Amil para Advogados - CAASP 
Tabela SulAmérica CAASP / OAB-SP



Total de visitas: 225560
Pagina Inicial

                 

 

 

 

É importante saber esta distinção porque algumas regras mudam de acordo com tipo de contratação.

Plano de saúde individual/familiar

Se você contratar o seu plano de saúde diretamente com a operadora que vende planos, o seu plano de saúde é do grupo dos planos individuais ou familiares

Plano de saúde coletivo

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais, que prestam assistência aos funcionários da empresa contratante devido ao vínculo empregatício ou estatutário; e os coletivos por adesão, que são contratados por pessoas jurídicas de caráter profissional, classista ou setorial, como conselhos, sindicatos e associações profissionais.

Tenha em mente que, ao aderir a um contrato de plano de saúde coletivo, é como se você dissesse: “Estou de acordo com as regras desse contrato e essa empresa/sindicato/associação tem legitimidade para representar meus interesses, definir o que é melhor para mim e está autorizada a falar em meu nome sobre esse assunto.” Assim, o que for negociado entre a empresa contratante do plano e a operadora do plano valerá como regra a ser seguida por você.

Ao adquirir um plano de saúde coletivo, saiba que, em geral, as regras para esse tipo de contrato são mais flexíveis. Assim, por exemplo, no caso dos planos de saúde individuais ou familiares, a ANS limita o percentual de reajuste das mensalidades. Já no caso dos planos de saúde coletivos, a ANS apenas acompanha os reajustes de preços, que são negociados diretamente entre a operadora que comercializa o plano e a empresa, conselho, sindicato ou associação profissional que contratou o plano de saúde.

Se, após aderir ao plano, você discordar de alguma das decisões tomadas pela empresa contratante, você tem duas opções:

  • Conversar com essa empresa, conselho, sindicato ou associação profissional, para que ela represente melhor seus interesses; ou
  • Procurar um novo plano de saúde e desligar-se desse contrato, se possível, através da portabilidade de carências, para evitar ter que aguardar prazos de carência no novo plano. Saiba como fazer aqui.

    Se quem contratou o seu plano de saúde foi o seu empregador, sindicato ou associação, aqui estão as principais informações que você deve conhecer.

 

 

Os planos de saúde individuais ou familiares só podem ser reajustados de duas formas: um reajuste anual, definido pela ANS, na data de aniversário do contrato, e outro reajuste por mudança de faixa etária. Peça para a empresa que vende o plano de saúde os valores das mensalidades de todas as faixas etárias para que você possa ter uma ideia desses valores. O primeiro reajuste por mudança de faixa etária é aos 19 anos; depois, de 5 em 5 anos, e o último, aos 59 anos.

 

 

topo